Por Ilupi
4 minutos de leitura

Nosso objetivo com esse post é falar sobre valoração de marcas. Porém, para começarmos a falar sobre o tema, precisamos entender o que é uma marca e quais as vantagens econômicas que ela traz.

Uma marca é um sinal que individualiza os produtos ou serviços de determinada empresa e os distingue daqueles produzidos pelos seus concorrentes. Trata-se de uma ferramenta econômica para ajudar os consumidores a relacionar a qualidade dos produtos e serviços consumidos a empresas específicas. Do ponto de vista da empresa, a marca representa a reputação que a companhia constrói ao longo dos anos, que é reforçada pelos investimentos feitos em marketing e divulgação.

Assim, a marca é a ligação entre a empresa e sua carteira de clientes. Em muitos casos, a marca é inclusive um dos ativos mais valiosos da empresa. Segundo o ranking de 2018 Forbes, marcas como Apple, Google e Microsoft têm valor superior a 100 bilhões de dólares.

Valoração de marcas

Agora que já entendemos o que é uma marca e qual a sua importância, precisamos entender quando a valoração de uma marca é necessária. Algumas das situações mais comuns que geram a necessidade de valoração da marca são:

  • Transferências ou licenciamento: nesse caso a valoração tem o papel de apoiar o processo de negociação. Normalmente, “comprador” e “vendedor” possuem diferentes perspectivas do valor da marca por diversos motivos (assimetria de informações, entendimento dos benefícios ou mesmo abordagem de valoração). O processo de negociação ocorre justamente para que um valor que satisfaça ambos seja atingido.
  • Fusões ou aquisições: em algumas situações de fusões e aquisições de empresas, o portfólio de marcas pode ter valor econômico significativo e impactar bastante na negociação. Em alguns casos, é o principal ativo em negociação.
  • Infrações: quando um direito de PI está sendo infringido por terceiros, a parte detentora dos direitos pode fazer uso da valoração para definir a melhor forma de responder à infração. Por exemplo, em casos em que o dano econômico é pequeno, uma negociação direta pode ser seguida enquanto, em outros casos, alternativas de mediação ou ações judiciais podem ser escolhidas. A valoração também poderá ser utilizada nos processos judiciais para definir multas e reparação de danos.

E como podemos chegar ao valor de uma marca? Sabemos que o valor de qualquer ativo (tangível ou intangível) pode ser estimado pela expectativa do seu benefício econômico futuro. Quanto mais precisa a estimativa desses benefícios, mais assertiva a valoração desse ativo.

No caso da marca, esse valor está ligado às vantagens que a exclusividade de uso da mesma traz para a empresa. Essas vantagens normalmente são reflexo da reputação da marca junto aos consumidores, permitindo que sejam cobrados preços maiores pelos produtos/serviços ou aumentando o volume de vendas desses.

Durante a valoração devemos entender certos fatores que podem impactar no valor calculado para a marca. Os principais fatores levados em consideração são:

  • Qual o contexto de exploração da marca, o modelo de negócios e o benefício esperado
  • Incertezas mercadológicas, legais e de proteção da marca
  • Em quais regiões a marca será explorada (exploração regional X nacional X internacional)

É importante lembrar que cada metodologia de valoração depende do objetivo da valoração, da disponibilidade de tempo e informações para que a valoração seja realizada, entre diversos outros fatores.

Você tem alguma marca para ser valorada ou alguma dúvida no assunto? Não deixe de nos procurar! O Ilupi tem mais de 8 anos de experiência na valoração de ativos de tecnologias e ativos de Propriedade Intelectual.

Quer saber mais sobre valoração de marcas? Acesse nosso site ou fale com um de nossos especialistas! Continue acompanhando as novidades do nosso site e blog. Siga nosso LinkedIn, canal no YouTubeInstagram e Facebook, para ter acesso a outros conteúdos como este.

Sobre o Autor

ARTIGOS RELACIONADOS

O que é desenho industrial e qual sua importância para a competitividade

O Desenho Industrial (DI) é um dos ativos que compõem a Propriedade Industrial, que, por sua vez, é uma das categorias da Propriedade Intelectual. Nesse texto, você poderá entender melhor o que é Desenho Industrial e saber quais são os fatores necessários para conseguir o registro no INPI desse ativo. Continue a leitura e entenda, […]

Veja quais são os 3 tipos de propriedade intelectual

Compreender o que é Propriedade Intelectual é importante para que você veja como os investimentos em pesquisa, informação e tecnologia são essenciais para o desenvolvimento de um negócio e, também, de um país.  Aprender mais sobre as categorias que compõem a PI também faz parte da compreensão sobre o tema e se faz necessário para […]

Qual é a importância da Propriedade Intelectual?

A Propriedade Intelectual é extremamente priorizada em países desenvolvidos, que fazem grandes investimentos em pesquisa, tecnologia e inovação, como os Estados Unidos e China. Isso porque a PI é considerada um dos grandes motores da economia mundial. Neste artigo, você entenderá melhor o conceito do que é Propriedade Intelectual e vai ver com mais profundidade […]

envelopephone-handset linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram