5 minutos de leitura

A corrida tecnológica consiste em empresas desenvolvendo tecnologias e inovações para oferecerem produtos e serviços diferenciados aos consumidores e, ainda, mostrar superioridade frente aos concorrentes. 

Neste resumo do episódio do Papo com Propriedade, o sócio do Ilupi e host do podcast, Leandro Rangel, e nosso Product Manager, Raphael Nascimento, conversam sobre o tema. Você poderá entender como as patentes são importantes para a corrida tecnológica e como o Ilupi pode ajudar em um projeto como este. Boa leitura!

O que é patente?

Nascimento explica que patente é uma propriedade concedida legalmente para que se excluam terceiros de uma comercialização ou produção de um determinado invento por um determinado período de tempo.

“A patente é um documento legal que dá esse poder de explorar o invento por 15 ou 20 anos. Apesar de o conceito de patente ser internacional e algumas tramitações serem entre países, o tipo de patente será definida pela legislação de cada localidade”, clarifica.

É válido ressaltar que, no Brasil, existem três tipos de patente:

  • a patente de invenção;
  • modelo de utilidade;
  • certificado de edição.

A seguir, conheceremos um pouco de cada uma dessas modalidades de patente.

Patente de Invenção

A patente de invenção protege algo que tem uma atividade inventiva, que não seja óbvio e que tenha aplicação industrial. A concessão da patente de invenção dura 20 anos. 

Podem ser considerados como patente de invenção: 

  • novos produtos;
  • novas formulações;
  • novos processos.

Modelo de Utilidade

O modelo de utilidade serve para proteger um objeto que já existe, mas que está recebendo uma modificação. Esse aporte pode ser uma atividade inventiva com aplicação industrial, mas que não altera as características finais do produto. A concessão do modelo de utilidade tem validade de 15 anos.

Certificado de Edição

O certificado de edição, como o próprio nome diz, vai adicionar proteção a uma patente de invenção já concedida ou em tramitação.

É permitido, com esse ativo, adicionar ou modificar algo no decorrer do processo que precise de proteção adicional.

Como esse ativo impacta o desenvolvimento de inovações e tecnologia?

O product manager do Ilupi diz que, ao refletir sobre esse assunto, percebe-se que as empresas se preocupam em desenvolver os inventos e também as tecnologias, os produtos, e colocar o resultado no mercado. Assim começa a corrida tecnológica.

“Para se destacar no mercado, é preciso oferecer aquilo que a concorrência não disponibiliza. Esse processo está intimamente ligado à inovação e à invenção. É preciso trilhar o caminho do desenvolvimento tecnológico para ter uma melhoria no produto, um novo modelo de negócios, que faça frente ou faça diferente do que a concorrência oferece no mercado”, aponta Nascimento. 

Como uma empresa pode traçar sua estratégia de Propriedade Intelectual de forma acertada?

Para uma empresa ser bem-sucedida em sua estratégia de Propriedade Intelectual, não basta olhar para si mesma, precisa estar de olho no setor e entender qual é a melhor estratégia a seguir. 

Para obter uma boa orientação de qual estratégia seguir em PI, Raphael Nascimento aponta que é necessário observar as patentes.

“As patentes falam. Os ativos intangíveis conversam com você por meio de um banco de dados. Existe, dentro da PI, uma área de estudo chamada patentometria, que faz uma análise de dados e elementos contidos no documento de patente”, explica o product manager do Ilupi.

O especialista explica, ainda, que uma patente, internacionalmente, é passível de identificação de titularidade, data de depósito, classe tecnológica. 

“Se existem códigos internacionais que balizam essa identificação e todas as patentes têm essas informações, é possível trabalhar com esses dados”, considera Nascimento. 

Segundo ele, é possível minerar bancos de dados no mundo todo para entender melhor as características de determinado campo tecnológico.

É possível saber, por exemplo:

  • quais são os principais players;
  • quais são os principais inventores;
  • se a tecnologia está em ascensão ou declínio;
  • a evolução tecnológica, entre outros.

A tecnologia também permitiu que se avançasse nessas análises. É possível ter uma inteligência para que, em uma busca por anterioridade, por exemplo, seja possível comparar o texto de uma patente com o projeto que está sendo desenvolvido e saber se há similaridade ou não. 

Ou seja, é possível detectar, por meio da tecnologia, se o projeto proposto tem caráter inventivo ou não. Portanto, isso é importantíssimo para traçar a estratégia de PI.

Como o Ilupi pode ajudar na gestão de PI em um aspecto técnico/operacional?

Nascimento diz que o Ilupi pode auxiliar no primeiro passo, que é a gestão do portfólio, já que essa é uma das principais características do software. 

“Quem utiliza o Ilupi tem a visualização do portfólio, da característica tecnológica daquele portfólio, de onde ele está concentrado” explica o especialista em PI.

Ele ainda destaca outras abordagens do Ilupi que facilitam a gestão dos ativos intangíveis. “Dentro das consultorias, a parte de gestão estratégica, não só valoração, conseguimos ofertar uma visão de desenvolvimento conjunto para o cliente”, finaliza.

 

Ouça o episódio!

Este foi um breve resumo da conversa entre o sócio do Ilupi e host do podcast, Leandro Rangel, e o nosso Product Manager, Raphael Nascimento. Ao ouvir ou assistir o podcast na íntegra, você vai acessar o conteúdo na íntegra, com mais informações e detalhes sobre o tema.

O conteúdo deste episódio do Papo com Propriedade está disponível no You Tube. Você também pode escutar o episódio no Spotify, Deezer, Podchaser, iHeartRadio, Google Podcast, Podcast Addict e Jio Saavn. Não deixe de ver e ouvir!

 

Sobre o Autor
Julia Campos é analista de Marketing de Conteúdo do Ilupi. Cursa MBA em Gestão de Pessoas pela USP/Esalq e é bacharel em Jornalismo e Publicidade e Propaganda pela UniAcademia. Tem experiência em marketing, produção jornalística, de conteúdo e assessoria de imprensa. Atua como produtora de conteúdo de temas como Propriedade Intelectual.

Artigos relacionados

Entenda o que é IP Finance e quais são seus desafios

Neste novo episódio do Papo com Propriedade, o Product Manager do Ilupi, Raphael Nascimento e o sócio-fundador do Ilupi, Daniel Eloi, falam sobre IP Finance. Neste artigo, que resume o que foi falado no bate-papo, você vai entender o que é essa nova forma de financiamento para as organizações e como ela impacta o universo […]

O que 2023 reserva para o cenário da Propriedade Intelectual no Brasil?

O mundo está saindo de um cenário de pandemia no qual houve um boom digital. Com esse pano de fundo, podemos acessar três temas relacionados à Propriedade Intelectual — a PI sob o novo Governo Federal, a influência do processo digital de compra e a preocupação da celeridade e segurança dos processos de registro. O […]

Como saber se uma empresa é realmente inovadora?

Nesse novo episódio do Papo com Propriedade, ainda sobre os agentes de Propriedade Intelectual, a conversa é sobre empresas inovadoras.  Nosso host e sócio do Ilupi, Leandro Rangel e o product manager da casa, Raphael Nascimento, falam sobre quais fatores dão a um negócio o título da inovação, o papel desse ator dentro da área […]

envelopephone-handset linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram