CONTE COM O ILUPI PARA REALIZAR A GESTÃO COMPLETA
DOS SEUS ATIVOS DE PROPRIEDADE INTELECTUAL


Registro de Marca na folia de Carnaval

campanha de carnaval 1
REGISTRE A SUA MARCA
Tempo de leitura: 3 minutos

Carnaval é época de celebrar, dançar e festejar! Mas também pode ser época de abrir um negócio e empreender. Aproveitando o retorno do Carnaval de rua, nos últimos anos têm surgido por todo o Brasil blocos de rua, organizados por grupos de amigos e famílias. E vários deles alcançaram tremendo sucesso, o que gera a necessidade de seus organizadores cuidarem de forma mais profissional e inteligente, tornando-os verdadeiros negócios.

Importância das marcas no Carnaval

Já falamos por aqui sobre como sua marca pode ser uma excelente fonte de valor, e como pode ajudar seu negócio a fazer sucesso. Inclusive, uma pesquisa da Toluma, diz que o público se lembra de 67% das marcas que visualiza durante as festas de Carnaval. E o Carnaval brasileiro é um evento gigantesco, que rende aproximadamente R$ 7 bilhões, segundo a CNC. Portanto, é fundamental que um bloco de Carnaval bem sucedido mantenha o registro de sua marca, protegendo seus negócios e garantindo exclusividade no uso do nome escolhido para a folia.

No Brasil, são centenas de pedidos de registro de marca relacionados com “Carnaval” no Instituto Nacional de Propriedade Intelectual (INPI), órgão oficial que cuida das questões de PI nacionais, mas não são muitos os blocos populares de Carnaval com seus nomes registrados. O nome dos blocos é um dos elementos mais interessantes e impactantes para o sucesso da festa, pois nomes originais geram impacto e chamam o povo para participar. 

Em Belo Horizonte, cidade cujo Carnaval de rua está em franco crescimento desde 2010, muitos blocos de sucesso possuem nomes inusitados e divertidos, como “Trema na Linguiça”, “Ziriguidum Stardust”, “Chama o Síndico”, entre tantos outros. 

Já em outras cidades do país a prática é a mesma: quanto mais engraçada a marca do bloco, melhor! Em São Paulo, blocos como o “Acadêmicos do Baixa Augusta”, “Agrada Gregos”, “Ritaleena”, entre outros, fazem sucesso e levam milhares às ruas. No Rio de Janeiro são encontrados blocos com nomes famosos (e histórias ótimas por trás) como o “Carmelitas”, “Sargento Pimenta” e o “Bloco das Poderosas”. Exemplos como esses são encontrados em muitas outras cidades do país.

Registro de marca do bloco

Porém, em contrapartida ao sucesso das marcas carnavalescas, poucos blocos têm cuidado e entendem a importância de registrarem suas marcas

Blocos de Carnaval profissionais já não fazem sucesso apenas durante a época das festas de fevereiro, mas por todo o ano. Realizam ensaios e festas privadas, participam de eventos sociais, vendem camisetas e acessórios, entre outras atividades. Ou seja, esses blocos já são empresas, cujas marcas são o fundamento de seu sucesso e criam o vínculo emocional com seu público. 

Alguns dos blocos famosos e gigantescos espalhados pelo Brasil são registrados no INPI, protegendo seus nomes de trambiqueiros, espertalhões e afins. Em Belo Horizonte os melhores exemplos são os mega blocos “Então, Brilha” e “Baianas Ozadas” e “Funk You” que levam mais de meio milhão de pessoas para as ruas da cidade. No Rio, o “Monobloco” representa bem essa ação.

Todos têm suas marcas devidamente registradas no órgão, e qualquer pessoa ou empresa que tente ganhar dinheiro utilizando seus nomes seria impedida, promovendo o respeito e a segurança aos empreendedores que, anos atrás, criaram os blocos e se dedicaram por anos para o sucesso da festa.

Campanha de registro carnavalesco

Para apoiar os blocos de carnaval a se protegerem, o Ilupi criou uma campanha especial: os blocos, bandas e festas de carnaval que quiserem registrar suas marcas têm desconto de 20% no processo! O Ilupi cuida de tudo: avalia se seu nome já é registrado (a chamada busca por anterioridade), indica as classes ideais para realizar o registro, zela pelos trâmites burocráticos junto ao INPI e realiza monitoramento durante todo o processo. Sua única preocupação será brilhar nas ruas e garantir uma festa animada!

Não perca a oportunidade de ter mais segurança, tudo para aproveitar o Carnaval livre, leve e solto, sem preocupações!

Sobre o Autor

Leandro Rangel é analista de marketing da Pris. Mestre em Direito Internacional e graduado em Relações Internacionais pela PUCMinas, possui expertise nas áreas de docência e design instrucional, além de comunicação e inbound marketing. Atua na produção de conteúdo voltado ao marketing em temas como propriedade intelectual, remuneração e incentivos de curto e longo prazo.



JÁ POSSUI MARCAS, SOFTWARES
E/OU PATENTES?

Conte com o nosso time de especialistas para te ajudar

GRÁTIS por 30 dias



Compartilhar