CONTE COM O ILUPI PARA REALIZAR A GESTÃO COMPLETA
DOS SEUS ATIVOS DE PROPRIEDADE INTELECTUAL


Os 6 maiores riscos de NÃO registrar sua marca

REGISTRE A SUA MARCA
Tempo de leitura: 4 minutos

Você finalmente encontrou aquele nome perfeito para sua empresa. É um nome que combina com seu negócio, transmite uma mensagem positiva para os clientes e representa sua identidade. Você começa a investir em propaganda e marketing para impulsionar as vendas, compra anúncios no Google e Facebook, faz aquele site super bonito… Cada dia sua empresa atrai mais clientes e suas vendas não param de crescer, tudo está correndo muito bem!

Mas… e se um dia você descobrisse que todo esse investimento de tempo e capital foi em vão pois você não tem o direito de usar sua marca porque se esqueceu de um detalhe: registrar a marca de sua empresa!

Essa é uma situação bastante comum e que pode definir o futuro de sua empresa. Tendo isso em mente, vamos entender melhor os principais riscos de não ter o registro de sua marca:

1. INFRINGIR MARCAS DE OUTRAS EMPRESAS

Um dos maiores riscos de não ter sua marca registrada é a sua empresa usar uma marca que já está registrada por terceiros. O uso não autorizado de uma marca pode levar a diversos procesos judiciais, tendo como consequência o pagamento de altas indenizações e a necessidade de mudar o nome da sua empresa.

Durante o processo de registro (link post de registro), o primeiro passo é realizar uma busca para encontrar marcas que sejam muito parecidas com a que você deseja registrar. Caso sejam encontradas marcas similares nessa busca, você será instruído a escolher outro nome para sua empresa, evitando infrações.

2. PERDER O DIREITO DE USO

A Lei da Propriedade Industrial (Lei 9.279/96) define que a pessoa/empresa que registrar primeiro uma marca terá direito ao uso exclusivo da mesma em todo o território nacional. Ou seja, mesmo que sua empresa opere há anos no Brasil com um nome não registrado, a partir do momento que um terceiro faça o registro, ele terá o direito sobre essa marca. Com isso, você será obrigado a parar de usar o nome de sua empresa, impactando diretamente o seu negócio.

3. DINHEIRO “JOGADO FORA” EM MARKETING, BRANDING, PROPAGANDA, ETC.

A marca é o elo de ligação entre os consumidores e sua empresa. Ela cria uma percepção de valor e fidelidade para sua empresa. É muito comum que clientes deixem de comprar em concorrentes para comprarem em sua empresa pois confiam em sua marca, mesmo que algumas vezes o preço seja superior.

Para isso, muito dinheiro é investido em marketing, propaganda, branding, materiais de divulgação, anúncios online, etc. Ou seja, muito tempo e capital são gastos para criar uma marca forte e reconhecida no mercado.

Agora imagine se você tiver que mudar de nome porque não registrou a marca… Todo esse investimento foi “jogado fora”.

4. PREJUDICAR A IMAGEM DA EMPRESA

Alguma vez você já passou em frente a uma loja que sempre foi cliente e percebeu que ela mudou de nome? Qual foi a sensação?

Os clientes criam um vínculo emocional com as marcas que gostam e isso faz com que eles sejam fiéis a elas. Mudar a sua marca significa quebrar esse vínculo e perder essa relação com o cliente, esta que você investiu tempo e dinheiro para criar.

No exemplo dessa loja que mudou de nome, é muito comum que os consumidores parem que adquirir seus produtos/serviços pois eles não conhecem essa nova marca, mesmo que a empresa ainda seja a mesma.

5. NÃO TER OS DIREITOS LEGAIS SOBRE A MARCA

Como já mencionado anteriormente, o registro de uma marca lhe garante o direito exclusivo de uso da mesma. Contudo, esse direito vai além do simples uso, ele inclui até o licenciamento da marca para outras empresas.

Para algumas empresas, o ativo mais valioso é a própria marca. Ter essa marca registrada permite que você possa licenciar o uso da mesma para terceiros e cobrar royalties sobre isso. Por exemplo, sua marca é uma referência no mercado de fabricação de produtos plásticos. Você pode fazer um contrato de licenciamento permitindo que uma outra empresa fabrique e venda produtos com a sua marca, recebendo o pagamento de royalties para tal.

6. NÃO ESTAR PROTEGIDO DA CONCORRÊNCIA

Sem uma marca registrada, qualquer concorrente pode se aproveitar da credibilidade de sua empresa e ‘roubar’ seus clientes. Por exemplo, você faz uma campanha de marketing forte relacionada ao “produto X” para atrair mais leads. Seu concorrente pode simplesmente se aproveitar dessa oportunidade e criar um produto parecido, inclusive com o mesmo nome “produto X”. Se você tivesse o registro da marca do “produto X” seu concorrente estaria correndo riscos de sofrer processos judiciais.

Poderíamos listar diversos outros riscos de não ter o registro de sua marca. Apesar da evidente a importância de fazer o registro, mais de 90% das micro e pequenas empresas não o fazem e estão sujeitas a diversos riscos!

Embora o processo de registro seja complicado para quem não conhece muito do assunto, existem diversas empresas especializadas nesse tipo de serviço, inclusive algumas são 100% online e com preço muito acessível. Contratar alguma empresa para cuidar do seu registro é, certamente, o caminho mais simples e seguro para proteger sua marca.

Precisa registrar sua marca ou ficou com alguma dúvida? Entre em contato conosco!

Sobre o Autor

Vitor Almeida é analista de negócios do Ilupi. Graduando em Engenharia de Controle e Automação pela UFMG, certificado em Inovação e Negócios pela Stanford University (EUA) e pela Saxion University (Holanda). Participa da modelagem de negócio do Ilupi, software para gestão e vigilância de marcas e ativos de Propriedade Intelectual.



JÁ POSSUI MARCAS, SOFTWARES
E/OU PATENTES?

Conte com o nosso time de especialistas para te ajudar

GRÁTIS por 30 dias

Compartilhar